Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Coudelaria
Início do conteúdo da página

Coudelaria

 cavalos

Origem

A origem da nossa Coudelaria advém da Estância de São Gabriel, que pertencia à Companhia de Jesus.

Em 1843, foi incorporada aos bens do estado e, em 1891, passou à jurisdição do Ministério do Exército com o nome de “Colônia de São Gabriel”.

Em 10 de novembro de 1922, o Presidente Epitácio Pessoa por meio do decreto nº 15.796 aprovou o regulamento das Coudelarias Nacionais constituídas na época pela Coudelaria e Fazenda Nacional do Saycan, localizada no município de Rosário do Sul/ RS, e sua dependência, o Rincão de São Gabriel, localizado no município de São Borja/RS.

Pelo mesmo Decreto, em 1922, o Rincão de São Gabriel passou a ser chamado de Coudelaria Nacional de Rincão, tendo como missão a produção de equinos para o Exército Brasileiro.

Em 1975, a Coudelaria Nacional de Rincão foi extinta e seus equinos foram transferidos para a Coudelaria de Campinas, no estado de São Paulo.

Em 29 de agosto de 1986, o Ministro do Exército, por meio do decreto nº 93.188 e pela Portaria Ministerial nº 034 - Reservada de 19 Ago 1987, resolveu criar e organizar, a partir de 1º de janeiro de 1988, a Coudelaria de Rincão subordinada a 3ª Região Militar, ocupando as instalações de sua unidade coirmã o Campo de Instrução de Rincão, devendo receber o acervo de animais da extinta Coudelaria de Campinas.

A Coudelaria de Rincão ostenta a denominação histórica de “Depósito de Remonta de Valença/1930”.

A Coudelaria de Rincão permanece, atualmente, como a única Coudelaria do Exército Brasileiro e tem como finalidade a produção de equinos aptos a cumprir as mais diversas missões, tais como: cerimonial militar, desporto e emprego em operações de garantia da lei e da ordem, além de desenvolver projetos de interesse da 3ª Região Militar.

Coudelaria de Campinas

Fundada em 1938, a Fazenda Remonta servia especialmente para a criação dos cavalos de tropas de elite, como os Dragões da Independência.

A Coudelaria de Campinas teve sua origem na Fazenda Serra D’água, em 1944, quando o Estado de São Paulo doou para a União uma área de 150 aproximadamente alqueires. Batizada de Fazenda Remonta, ocupa uma área de 7,12 milhões de metros quadrados, dos quais 1,8 milhão está em Valinhos. Funcionou como Coudelaria até 1986, quando foi extinta e seu plantel transferido para o Campo de Instrução do Rincão/RS. Na época, era uma das nove unidades do Exército espalhadas pelo Brasil com a função de garantir permanente um plantel de cavalos para fornecer animais às tropas nacionais. Nos dias de hoje a Coudelaria de Campinas funciona como Campo de Instrução e adestramento das tropas da 11ª Brigada de Infantaria Mecanizada e da Escola Preparatória de Cadetes do Exército.

Fim do conteúdo da página